15.12.09

É tudo nosso

Encerramos nosso corre de 2009 com a energia do samba de raiz, numa linda tarde/noite de Domingo, já pra começar a semana com muito asé.
Estiveram somando Cooperifa, Sarau da Brasa, Circulo Palmarino, Café Filosófico, e vários amigos que vamos descobrindo em meio a poesia.
Pro Coletivo da Ademar é muito importante recebê-los em casa, é com vocês que vamos ampliando, somando, recontando e principalmente aprendendo.
Nóis ta feliz demaisssssssssss, a vida de muitos aqui tomou rumo de crescimento, e vontade de cada vez mais!

A poesia prevalece.

...a Ana Paula, André/Daniel NCA, Drinx sempre estiveram somando, e só não chegaram porque também estavam no corre.

Asé pra nóis que ta.

Palavra é poder para o povo!

Sarau da Ademar

Lid´s

10.12.09

16º SARAU DA ADEMAR

Vamos fechar o ano com todo o axé do Samba e muita Poesia!!!
Venha comemorar com a gente!
Juntos somos mais fortes!

13 de dezembro de 2009
Último sarau do ano!!!

A partir das 17 h

4.12.09

Sarau Samba e Churrasco

É nesse Domingo!!!
Sarau da Ademar Convida a todos!!!

Para participar do nosso Ultimo Sarau do Ano!!!
Um Sarau com o tema É Samba
Regado a um bom churrasco.
dia 13/12 as 18hs
No Nakasabar - Rua Publio Pimentel, 65

"E festa na favela" Como canta nosso Amigo Wesley

1.12.09

Tô no Clima para Salvar o Planeta, da Campanha TicTacTicTac, será o maior evento brasileiro de mobilização pública às vésperas de Copenhague.

O Parque do Ibirapuera, em São Paulo, será palco, no dia 6 de dezembro, das 10h às 18h, do evento TÔ NO CLIMA

Participaram: Zélia Duncan, Mariana Aydar, Simoninha e Gabriel, O Pensador, que apresentarão pocket shows gratuitos na área externa do Auditório do Ibirapuera. As apresentações serão intercaladas com a participação de convidados, exibição de depoimentos de lideranças políticas, celebridades e vítimas das mudanças climáticas, assim como intervenções da sociedade civil sobre o tema.

Entrem no Site e participem do abaixo assinado

http://www.tonoclima.org.br/

27.11.09


Motoboy Vida Loca

Ontem tivemos uma noite muito loca, afinal o filme do nosso Cine foi Motoboy Vida Loca, uma noite típica para se ver um bom filme, comer pipoca, foi isso que rolou no NAKASABAR.
O filme contou o cotidiano e a luta desses guerreiros, profissionais da loucura de um transito sem medida, onde os maiores acham que pode com os menores, mas só acham, porque esses caras não param e não fazem a nossa cidade parar.
Fica aqui a nossa homenagem a essa categoria que é tão marginalizada, que até alguns motoristas tem o desplante de dizem que eles são um mal necessário,
“MAS ELES SÂO O BEM NECESSARIO”

Obs: O Sarau da Ademar junto com o NAKASABAR vai exibir novamente esse filme e avisaremos assim que marcarmos nova data. Aguardem MOTOBOYS!!!


23.11.09

Cinebuteco

CINEBUTECO - É NESSA QUINTA
DIA 26/11/2009
AS 21HS
O Filme Motoboys - Vida Loca
Vai à raiz da Questão
E acompanha o cotidiano de cinco Motoboys
Mostra tambem. Qual é o ponto de vista dos motoristas.
O Diretor conta que resolveu abordar o tema há seis anos, quando viu crescer vertiginosamente o numero desses proficionais na cidade.
" Percebi que era fruto ao mesmo tempo do desemprego formal e da loucura que é o trânsito na cidade, construida para os carros em primeiro lugar.
Nada mais contemporanio em São Paulo do que os motoboys. É uma cidade que tritura carne humana para cresce, e eles são a bola da vez".
Duração: 52 minutos
Direção: Caio Ortiz
CONVIDAMOS A TODOS!!!
PIPOCA E GRATIS!!!

16.11.09


Zumbi dos Palmares-simbolo eterno da desigualdade Brasileira



Quem foi Zumbi e realizações

Zumbi dos Palmares nasceu no estado de Alagoas no ano de 1655. Foi um dos principais representantes da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial. Foi líder do Quilombo dos Palmares, comunidade livre formada por escravos fugitivos das fazendas. O Quilombo dos Palmares estava localizado na região da Serra da Barriga, que, atualmente, faz parte do município de União dos Palmares (Alagoas). Na época em que Zumbi era líder, o Quilombo dos Palmares alcançou uma população de aproximadamente trinta mil habitantes. Nos quilombos, os negros viviam livres, de acordo com sua cultura, produzindo tudo o que precisavam para viver.

Embora tenha nascido livre, foi capturado quando tinha por volta de sete anos de idade. Entregue a um padre católico, recebeu o batismo e ganhou o nome de Francisco. Aprendeu a língua portuguesa e a religião católica, chegando a ajudar o padre na celebração da missa. Porém, aos 15 anos de idade, voltou para viver no quilombo.

No ano de 1675, o quilombo é atacado por soldados portugueses. Zumbi ajuda na defesa e destaca-se como um grande guerreiro. Após um batalha sangrenta, os soldados portugueses são obrigados a retirar-se para a cidade de Recife. Três anos após, o governador da província de Pernambuco aproxima-se do líder Ganga Zumba para tentar um acordo, Zumbi coloca-se contra o acordo, pois não admitia a liberdade dos quilombolas, enquanto os negros das fazendas continuariam aprisionados.

Em 1680, com 25 anos de idade, Zumbi torna-se líder do quilombo dos Palmares, comandando a resistência contra as topas do governo. Durante seu “governo” a comunidade cresce e se fortalece, obtendo várias vitórias contra os soldados portugueses. O líder Zumbi mostra grande habilidade no planejamento e organização do quilombo, além de coragem e conhecimentos militares.

O bandeirante Domingos Jorge Velho organiza, no ano de 1694, um grande ataque ao Quilombo dos Palmares. Após uma intensa batalha, Macaco, a sede do quilombo, é totalmente destruída. Ferido, Zumbi consegue fugir, porém é traído por um antigo companheiro e entregue as tropas do bandeirante. Aos 40 anos de idade, foi degolado em 20 de novembro de 1695.

Zumbi é considerado um dos grandes líderes de nossa história. Símbolo da resistência e luta contra a escravidão, lutou pela liberdade de culto, religião e pratica da cultura africana no Brasil Colonial. O dia de sua morte, 20 de novembro, é lembrado e comemorado em todo o território nacional como o Dia da Consciência Negra.

Próxima sexta-feira Vamos mobilizar pela Marcha da Consciência Negra

clique na imagem para ampliar.

Vamos somar nessa marcha de consciência e resistência, pelo povo unido e livre, livreeeeeeeeee de quaisquer forma de repressão.

Tamu junto e misturado.

9.11.09


Sarau da Ademar estará presente!!!

3.11.09


15 SARAU DA ADEMAR

"TEMA AMERICA LATINA"

DATA 15/11/2009

AS 18HS

NAKASABAR

RUA PUBLIO PIMENTEL, 65

19.10.09


Sarau da Cooperifa completa 8 anos
Parabens!!!
Como comemoração começa hoje II Mostra Cultural da Cooperifa
Dia 19/10/2009 - Abertura
Local: Ceu Campo Limpo
AV. Carlos Lacerda, 678 - CampoLimpo
16hs Debate - O que a reforma da Lei Rouanet tem a ver com os movimentos culturais das periferias?
19hs Cerimonia de Abertura - Poetas Cooperifa
20hs - Show - Izzy Gordon
Dia 20/10/2009 - Dança
Local: Ceu Casa Blanca
Rua Damasceno, 85 - VL. das Belezas
15hs - Apresentação Teatral - Kraft - Companhia Bambalina
Local: Ceu Campo Limpo
17hs - Debate - Um olhar para a cena periferica no Brasil
20hs - Apresentação Artistica - Balé Capão Cidadão - Solano em rascunhos - Cia Sansacroma
Dia 21/10/2009 - Literatura
Local: Ceu Casa Blanca
15hs - Debate - Engajamento e revolta na ponta da caneta
17hs - Debate - Literatura Marginal atraves dos tempos
Local: Zé Batidão
Rua Bartolomeu dos Santos, 797 - Chacara Santana
21hs Sarau da Cooperifa
Dia 22/10/2009 - Cinema
Local: Ceu Casa Blanca
14hs Mostra Cinema na Laje
18hs Debate - A periferia se vê no cinema de periferia?
20hs - Exibição de Filmes - Os 12 trabalhos (90min) de Ricardo Elias
23/10/2009 - Teatro
Local: Ceu Campo Limpo
16hs - Debate - É possivel viver sem escrever?
20hs Apresentação Teatrais - Os Tronconenses - Nucleo Teatral Filhos da Dita (Instituto Pombas Urbanas) -Solano Trindade e suas negras poesias - Capulanas Cia de Arte Negra
24/10/2009 - Caldeirão Cultural
Local: Ceu Campo Limpo
11hs - Feira de Livros e exposições
16hs - Debate - Arte de rua na periferia
19hs - Apresentação Musical - Brau Mendonça
20hs - Encontro dos Saraus - Nós estaremos Lá!!!
25/10/2009 - Musica
Local: Casa Popular de Cultura do M'Boi Mirim
Rua Inacio Dias da Silva, S/N - Piraporinha
16hs30min. - KOLOMBOLO DIA PIRATININGA
17hs30min. - WESLEY NOOG & 1BANDA
18hs30min. - PERIAFRICANIA
19hs30min. - VERSÃO POPULAR
20hs30min. - GRANDE SHOW DE ENCERRAMENTO - GOG
Nós do Sarau da Ademar Agradecemos!!!
Ao companheiro Alessandro Buzo por esse presente de Aniversario, concedendo esse espaço no Boletim do Kaos
É uma honra!!!
Mais um Sarau emocionante!!!
Nossa Caixa d' água foi colorida com muita energia de companheiros que deixaram sua marca e coloriram com muito amor e carinho o Símbolo do nosso Sarau, foi muito emocionante a interagilidade de todos que ali passaram, agradecemos a todos os companheiros e amigos.
Sem duvida nenhuma, esse foi o dia mais acolhedor que já tivemos na nossa casa.
Nos sentimos assim como se estivessemos numa grande sala de estar confraternizando com a familia.
Parabens Sarau da Ademar!!!
Vejam as fotos desse 14 Sarau

15.10.09

14o. Sarau da Ademar

Nesse Domingo!!!
14o. Sarau da Ademar
18 de outubro de 2009
as 15hs Arte na Nossa Caixa d' Agua
"Todos estão convidados a colocar sua Arte escrever poemas, frases, desenhar".
E tudo Nosso!!!
as 17hs Tonhão e Banda T
Nakasa Rock Bar
Rua Publio Pimentel, 65 - Cidade Ademar - Tel. 5622-4410
(altura do No. 3850 da AV. Cupecê)

ENTRADA FRANCA
PARTICIPE E TRAGA A SUA ARTE!!!
Musica, Poesia, Comunidade e Você
**PALAVRA, PODER PARA O POVO**

12.10.09

Sacolão das Artes




Nos do Sarau da Ademar estamos aqui para apoiar e mostrar a nossa solidariedade aos nossos parceiros do Sacolão das Artes contra esse crime que a Subprefeitura de M'boi Mirim esta fazendo para fechar esse lugar que é do povo.
Galera!!! Vamos lá não podemos deixar isso acontecer, Convocamos a força de todos os Saraus para estar presente."Palavra poder para o Povo"
Neste dia 14/10 às 9:00, dirijam-se a audiência do GOVV como última tentativa, de mudar esse quadro, que ocorrerá com o Sub-Prefeito da Regional do Jardim São Luiz, que ocorrerá na Fatec Zona Sul - SP. R. Frederico Grotte, 322 - Jd. São Luis Telefone: (11) 5851-8949 / (11) 5851- 5829. Quem for de ônibus, pega ônibus que pega a Guarapiranga e desce em um ponto depois, em frente a sub-prefeitura M, Boi Mirim. Quem for de carro: Marginal, Av. Guido Caloi final pega a direita , Pega a Guarapiranga sentido bairro e primeira a direita, só uma quadra já é o local.

Segue Mapa
http://maps.google.com.br/maps?f=q&source=s_q&hl=pt-BR&geocode=&q=R.+Frederico+Grotte,+322+-+Jd.+S%C3%A3o+Luis&sll=-14.179186,-50.449219&sspn=75.006018,112.675781&ie=UTF8&hq=&hnear=R.+Frederico+Grotte,+322+-+Jardim+S%C3%A3o+Lu%C3%ADs,+S%C3%A3o+Paulo+-+SP,+05818-270&z=16


Juma

Criança que cria



Criança que Cria

Crianças não são ingénuas
Crianças são crianças
Adultos são ingénuos,
Crianças são geniais.

Criança que cria
Mundos
Sonhos
Poesias

Criança que cria
Meninos
Meninas
Sorriam.

Crianças não metem
Adultos não entendem
Adultos esqueceram que já foram crianças
Adultos escravizam crianças.

Um adulto mal
Mal amado
Desalmado
Desconta seu desgosto
Na criança ao teu lado

Crianças não são ingénuas
Crianças são crianças
Crianças ensinam o mundo
E o mundo é das crianças

Crianças um dia serão adultos,
Mas adultos nunca mais serão crianças.
Pois muitos têm vergonha,
Vergonha de criança.

Criança que cria
O Amor
O Sol
A Noite

Criança que cria
A Esperança
O Respeito
A Família

Criança que cria
Anuncia
Grita
A Voz

Então grita,
Viva, viva a criança em nós.

por Crônica Mendes

7.10.09

O vulgo




Muitas pessoas me perguntam
O porquê do apelido
Uns acham engraçado
Outros acham esquisito.

Na verdade esse vulgo
Vem de minha infância
Vem do preconceito
De pessoas ignorantes.

Já fui muito criticado
Também discriminado
Hoje sou aclamado
Pelo trabalho que faço.

Sempre de cabeça erguida
Passando por cima de obstáculos
Posso dizer que sou vencedor
Um verdadeiro guerreiro nato.

E o que passou, passou
Hoje é outra fita
O Fuzzil aqui não mata
Declama poesia.

Do amigo poeta Fuzzil

28.9.09

Sag@black.com

Lampião Tiradentes Zumbi

99% ou mais esquartejados

4 Pretos daquele jeito

Derrube o feto

Sementes de poesia com asas

Lamentos dos orixás

Borboletas vivem só 24 horas

Re-pousei pra pensar carta

por um dia de alforria

Samba não tinha esse nome

Brasil não existia porém a fome

era sobremesa posta sobre a mesa

Tendo lançado seu rosto

seu braço seu nome seu posto

sobreviveu a si mesmo o negro

Mais de 400 anos provam que os deuses o amavam

Zumbe palavras em mil Palmares

Calcanhares
de Aquiles dos deuses deles

São malês que vem pra bem periafricanizar

a periferia - periafricania

Lá vem descendo morro malandro

Quilombo dos casais dançando

Samba já tinha carta na manga

Brasil já tinha capoeira mandigueira

até Getúlio não proibiu o jogo do povo

Outros descansam as rimas as armas

Dedutivo Indutivo Dialético Ritmo poético

DJ introduz baile chique

VJ intro Black Bahia Rio SP grafite

Negro verdadeiro toca 2 pandeiros

Sem pagar simpatia nem falso sorriso branco

Por: Laureatti

Cind Hip Hop



4ª feira dia 30/09 no Centro Cultural S.Paulo às 19:30 estará a preço popular a ´peça CIND HIP HOP
Trata-se de uma peça que utiliza a linguagem do hip hop p/ tratar de desafios que os jovens têem que passar na vida. 4 cinderelos (atuais) em busca do seu sapatinho de cristal que é um sonho a conquistar na vida. Todos pobres da periferia...
Um quer conhecer o pai que não o registrou, o outro um poeta que é cobrador de perua quer conseguir chegar a tempo na CCOPERIFA pra participar de um concurso de poesias, outra uma garota ho,ossexual que sofre entre contar ou não para os pais sobre sua opçaõ sexual e outra uma garota que foi adotada e seu sonho é estuidar , mas é impedida pela mãedastra...
Numa linguagem atual, moderna , alegre, crítica e reflexiva leva toda a platéia a uma grande reflexão: quem sou?
oque quero pra mim? oque o destino me reserva como habitante dessa terra????
A peça estará em cartaz até o final de outubro R$10,00 e R$5,00 meia e nesta quarta a preço popular R$2,30.

27.9.09

Fotos do Aniversario do Sarau da Ademar

http://picasaweb.google.com.br/saraudaademar2/13oSarau#

24.9.09

A Informal


A INFORMAL - Espaço Clariô - 26 DE SETEMBRO-20:30 - Rua Santa Luzia, 96 - Taboão da Serra.

Queridas e queridos mais uma vez venho de coração aberto envocar todas as pessoas que se interessam por um trabalho experimental, sendo este feito por meios teatrais. Surgido de um pesquisa intitulada "Literatura Marginal como linguagem teatral: A poesia do corpo marginal". Realizada por mim, como tentativa de contribuir a movimentos já existentes, como por exemplo sair do Invisivel, Protagonizar, potencializar as artes negras, periféricas e etc. Nesta busca por mim mesma encontro algo de muito sensivel e possivel de compartilhar. Eis que surge "A Informal" quem puder ir vá, quem não puder faça o maximo de esforço, e quem não for mande outra pessoa no lugar. Um beijo até mais, eita luta dificil da porra....Vamu lá gente

A Informal

A INFORMAL - Espaço Clariô - 26 DE SETEMBRO-20:30 - Rua Santa Luzia, 96 - Taboão da Serra.

Queridas e queridos mais uma vez venho de coração aberto envocar todas as pessoas que se interessam por um trabalho experimental, sendo este feito por meios teatrais. Surgido de um pesquisa intitulada "Literatura Marginal como linguagem teatral: A poesia do corpo marginal". Realizada por mim, como tentativa de contribuir a movimentos já existentes, como por exemplo sair do Invisivel, Protagonizar, potencializar as artes negras, periféricas e etc. Nesta busca por mim mesma encontro algo de muito sensivel e possivel de compartilhar. Eis que surge "A Informal" quem puder ir vá, quem não puder faça o maximo de esforço, e quem não for mande outra pessoa no lugar. Um beijo até mais, eita luta dificil da porra....Vamu lá gente

Sarau Poesia na Brasa é inclusive 1 bom lugar!

Sarau da Brasa Recebe:
Kolombolo Diá Piratininga - Samba de raíz
Bar do Carlita
Rua Professor Viveiros Raposo, 534 em frente ao colégio João Solimeo
Dia 26 às 19:00

8º Sarau Circulo Palamrino

Salve salve

galera não temos mais espaço para novas postagens neste blog logo, fizemos outro, continuem acompanhando no novo blog, copie e cole o link

http://sarau-da-ademar.blogspot.com

12.9.09

Festa de Aniversario 1 ano de Sarau da Ademar

Amanhã dia 13/09/2009 as 15hs - Rua Publio Pimentel - Nakasabar

Debate - Cultura na Periferia

Sarau da Ademar
3o. Dia de atividade
Agradecemos a todos os participantes da mesa e convidados!!!

Teatro Na Escola - Capulanas

Sarau da Ademar
2o. Dia de atividades
Espetaculo Capulanas na Escola Martins Pena

Sarau na Escola

Sarau da Ademar
1o. Dia de atividades
O Coletivo Sarau da Ademar começou a sua semana de comemorações na Escola Martins Pena, levando um pouco dessa Cultura Periférica adquirida neste um ano de Saraus para os adolescentes dessa escola.
Foi uma emoção, uma satisfação muito grande voltar a uma Escola em que boa parte dos integrantes desse coletivo iniciou a sua historia de conhecimento e aprendizado.
Agradecemos aos Diretores e Coordenadores da Escola Martins Pena, aos nossos convidados que abrilhantaram e fizeram possível que esse sonho se concluísse.

2.9.09

TODOS CONVIDADOS PARA MAIS UMA FESTA NA NOSSA QUEBRADA


1.9.09

Sarau da Ademar no YOUTUBE
http://www.youtube.com/watch?v=PhzSu9mJYjM

28.8.09

24.8.09

Uma tarde muito especial...Sarau na Fundação Casa



(Fábio Lisboa,Marcelino Freire,Lidiane Oliveira,Rui Mascarenhas,Edilene Santos,Marcelo Nocelli)

13.8.09

É neste Domingo 16/08 uhuhuuuuuuuuuu




É tudo nosso, e se não for..."nóis" toma
O espaço que já é nosso...
A casa que já é nossa...
A comunhão da palavraaaaaaaaaaa

Poder Para o Povo

Onde? Nakasa Rock MPB Bar
R. Publio Pimentel, 65 - Cidade Ademar - Tel 5622-4410- Z/S
(altura do 3850 da Av. Cupecê)

Quando? Domingo 16/08

Horário? Das 17h as 18h Tonhão 1 barzinho 1 violão
as 18h daremos início à poesia

O que!?
Tem mais?
Banda Balanço Universal o puro swingado do samba rock

ENTRADA FRANCA

PARTICIPE E TRAGA SUA ARTE!!

MÚSICA-POESIA-LITERATURA-COMUNIDADE-VOCÊ-TUDO JUNTO

10.8.09

Jornada Nacional Unificada de Lutas

.

Cine Palmarino 15/08



Amigos,



No próximo dia 15 de Agosto, sábado, a partir das 18 horas, o Núcleo do Círculo Palmarino Jabaquara promove o Cine Palmarinocom a exibição do Documentário “Zumbi Somo Nós” produzido pela Frente 3 de Fevereiro. A projeção acontecerá no auditório do Centro de Desenvolvimento Comunitário Leide das Neves Jabaquara.



Após a exibição será feita uma roda de conversa para debater sobre os principais temas abordados no documentário como: a violência policial, o racismo no futebol e as formas de resistência ao racismo no mundo contemporâneo.



Estão todos convidados!



O Que? Cine Palmarino

Quando? 15 de agosto de 2009 – Sábado – 18h

Onde? ACM - CDC Leide das Neves Jabaquara

Endereço: Rua Nelson Fernandes,257 - Jabaquara - SP (Próximo ao Metrô)

Informações: Luciete (11) 74716766 / Soninha (11) 88295546



Núcleo do Círculo Palmarino Jabaquara

8.8.09

Sarau do Povo Gótico


Veja as fotos do Sarau do Povo Gótico no blog:



Clique na imagem para ampliar.

3.8.09

Alguns poesia outros poetas




Tudo começou

Inspirados na nave Mãe


Com um grupo de amigos afins


Devagar “ela” a Poesia foi tomando

O que já era seu

O espaço

O bar

O coração


Alguns por mera diversão

Outros por pura paixão

Alguns poucos, com muito pouco, fazem muito


Assim acontece o Sarau da Ademar


Encantando alguns, se rebelando em outros

Descobrindo aos poucos outros

Alguns tantos mais afins


Alguns um pouco sem jeito

Outros bem maneiros

Alguns com um pouco de medo

Outros vestindo a camisa mesmo


Tornando assim irmãos


A poesia une

Ela é viva

Encanta

Levanta

Reclama e

Emana


Alguns simplesmente encantam

Com a presença

Com toda essa magia

Outros com sua poesia

Alguns com sua energia

Outros com toda história de vida

Com uma salva de palmas


Formando assim uma enorme e só família


Por: Lidiane (Lid´s)


Dedicado ao coletivo da Ademar,a nave Mãe Cooperifa e várias outras tantas famílias que estão se formando através da poesia.

31.7.09

Sarau Poesia na Brasa. É inclusive 1 Bom Lugar


Vamos nos esquentar, festejar, comungar ao som dos Tambores do Sarau da Brasa.

É neste Sábado. Dia 01/08 às 20h30.
Onde?

Bar do Carlita

Rua Prof. Viveiros Raposo, 534 Brasilândia
(próximo ao ponto final do ônibus Ana Rosa - em frente a Escola João Solimeo)

29.7.09

Poema Coletivo "Educação"

Educação é um pássaro, que tendo asas perfeitas é capaz de chegar aos lugares mais longinquos, mostrando que todas e todos são livres para ser o que o seu desejo assim determinar;

Palavra é educação e Poder Para o Povo;

Educação é a ferramenta para o desenvolvimento. É uma pena que haja grande interesse em indisponibiliza la da grande população. E quandose briga por ela enfrentamos o choque. Um dia espero que todos tenham acesso a educação, então será o início de tudo;

Como falar de educação de qualidade onde o governo manda a tropa de choque para Usp;

Educação é o alimento da alma do ser humano, sem ela nos tornamos zumbis, marionetes daqueles que tem poder, que tem "educação". Sem alimentos padecemos, sem educação não vivemos;

Educar: responsabilidade de todos. Sem educação não se forma seres humanos;

"Educar" sempre todos educam, somos professores e aprendizes de nós mesmos, o tempo todo...sejamos aprendizes das crianças que com expontaniedade nos educam, quando pensamos educar;

A educação está nos pães de cada dia
A educação é a voz da vida feita em melodia
Ela está fora da universidade,
Fora de qualquer banco privado,
Ela não cabe num baú
A educação é folha rabiscada de expressões
Viva a todo dia;

Educação vem de berço!
Vem desde o nascimento do Brasil;

Escolas são como gaiolas
Prendem e limitam
Quando na verdade
Nossos filhos precisam voar;

A educação é tudo para as pessoas, porque um dia essas pessoas virá de precisar dela. Porque por sem ela você é um nada no meio do mundo;

"Liberdade sem educação é balela"

Enquanto assistimos, lutamos, e nos indignamos com a (DES) educação
Façamos a nossa parte. Partilhamos nossos conhecimentos e pratiquemos a educação da libertação. Conscientes de que nosso silêncio não é necessário;

Educação é o começo (em casa)
Educação é o meio (nas escolas, nos colégios, nas universidades, na vida...mas principalmente em casa)
Educação é o fim, quando aprendemoso que temos que aprender;

Hoje no Brasil, escola é para quase todos
Educação ainda ´s para poucos;

Pedagogia do bom senso é educar para a vida
Formar homens e mulheres de boa vontade

Por: Gisele

A ideia foi, cada um colocar um "verso" sobre o que é educação.

Filme “Videolência” é apresentado na última edição do Cinebuteco

Na edição do dia 23/07 do “Cine Buteco” foi exibido o documentário “Videolência” produzido pelo NCA – Núcleo de Comunicação Alternativa, contando com a presença de Daniel Fagundes, um dos diretores da produção. O filme faz uma reflexão sobre a recente manifestação audiovisual que a periferia propõe, discutindo os velhos padrões televisivos, política e sociedade. O grupo aborda de dentro do movimento de vídeo popular suas próprias deficiências e aponta os valores desta nova produção. Segundo “Rato” que esteve assistindo ao filme exibido no espaço Nakasa, “o filme é excelente porque mostra também o quanto a mídia é manipuladora”.

Para maiores informações dos trabalhos realizados pelo NCA, acesse: http://ncanarede.blogspot.com/

Fiquem atentos a programação do Cine Buteco aqui pelo blog do SARAU da ADEMAR.

26.7.09

11º Sarau da Ademar

23.7.09

22.7.09

II CINEBUTECO

DIA 23/07/2009 AS 20:30
ENDEREÇO: RUA PUBLIO PIMENTEL,68 - NAKASA BAR

EXIBIREMOS DOIS CURTAS

O RANGÚ DU TATU
2004,COR, 5MIN.
TATU PREPARA O SEU ALMOÇO, COM UMA COZINHA, UM FOGÃO E INGREDIENTES IMPROVISADOS.
DIREÇÃO, ROTEIRO, PRODUÇÃO, FOTOGRAFIA, CÂMERA, SOM,
EDIÇÃO ARTEIEGO LISBOA - MUSICA ORIGINAL: FABRICIO JABAR

OS TRÊS PORQUINHOS
ANIMAÇÃO DE CLAUDIO ROBERTO - 2006 - 4MIN.
A FÁBULA INFANTIL ADAPTADA PARA À REALIDADE BRASILEIRA.
QUEM TEM MEDO DE LOBO MAL?

E PRA FECHAR!!!
DOCUMENTARIO "VIDEOLÊNCIA"
TRABALHO REALIZADO PELA NCA (NUCLEO DA COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA).
QUE FAZ UMA REFLEXÃO SOBRE A RECENTE MANIFESTAÇÃO AUDIOVISUAL QUE A PERIFERIA PROPÕE.

HÁ !!! PIPOCA É GRATIS.

ESPERAMOS TODOS LÁ!!!

APOIO:
SARAU DA ADEMAR
NCA
CINEBECOS

CÁLICE DO SUBURBIO

DA AGUA QUE EU BEBO
JÁ NÃO BEBEM PASSARINHOS
POIS ESTÃO TÃO ASSUSTADOS QUE NÃO QUEREM MAIS VOOAR
COM MEDO DE UMA BLITS OU UM FLASH DE RADAR
COM UMA MULTA DE UMA AGUIA JA PEGARAM SABIÁ

O CONDOR COM SUAS ASAS DERRUBOU LOGO DOIS NINHOS
E FOI PRESO PELAS GARRAS DE UM GRANDE CARCARA
SUA ESPOSA DE ANGOLA CHORAVA NA CASTANHEIRA
PREOCULPADA SE O MARIDO NÃO IA PODER MAIS VOAR

Por: RAFAEL FELIX (FORTALEZA)

21.7.09

A casa é nossa, demorou, é só chegar!



Sarau da Ademar é arte em evolução, integração, amizade!

A arte é uma criação humana com valores estéticos (beleza, equilíbrio, harmonia, revolta) que sintetizam as suas emoções, sua história, seus sentimentos e a sua cultura. É um conjunto de procedimentos utilizados para realizar obras, e no qual aplicamos nossos conhecimentos
Para transmitir idéias e sensações, o poeta não se apóia unicamente no significado exato das palavras e em suas relações dentro da frase. Ele utiliza sobre tudo os valores sonoros e o poder sugestivo dessas mesmas palavras combinadas entre si.

Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.

Sarau da Ademar com tantas pessoas, somando/repartindo/criando é a pura arte da criação humana.

Postado por Lidiane- Lid´s




Fotos do 11º Sarau 19/07

Painel com vários artistas

17.7.09

É neste Domingo 19/07 ás 17h



Venham participar do 11º Sarau da Ademar

A Casa é nossa onde TODOS, TODOS, TODOS são bem vindos

Traga sua arte, música, poesia, sua energia, sua presença...

Entrada franca!

14.7.09

Fotos do Sarau do Povo em homenagem a Raul Seixas

Quem não foi, perdeu!











12.7.09

11.7.09

Perca o medo da chuva-Hoje tem Sarau Seixas-Aniversário de 2 anos




clique na imagem para ampliar.

10.7.09

Bar e Poesia













No princípio eram apenas bares comuns...mas um dia...ou melhor,numa noite;dessas noites especiais em que notívagos,vagabundos, poetas e loucos, contemplam estrelas ela surgiu:


Veio com seu gingado de samba

com um jeito leve e travesso

atravessou a rua e adentrou o bar.


Sem fita...sem pompa...

Foi logo descendo do salto,

dispensando seus arautos.


Andava meio entediada

de bailar pelos salões antigos,

de viver eternamente de castigo

nos museus e relíquias do passado...


Ela, a flor mais bela

a deusa,a musa,a mulher

chamem-na como quiser:

A Poesia em carne e osso!


Brincou com os copos

acendeu um cigarro

Roubou um sorriso

deu mais um trago.


Ganhou os meninos do rap

do rock,do pop, do soul

ganhou beijos e afagos

chorou com gosto amargo

gostou dos aplauso...e ficou...


E gostou de ser humana

e de ouvir das bocas simples

histórias dos becos e das quebradas

de vilas,de maravilhas

de gente apaixonada...


Desde então ela passeia

sem cerimônia alguma

pelas noites paulistanas.


Não tentem aprisioná-la:

ela é senhora

é soberana.


Não pertence a ninguém

não se dobra, não se vende

mas se rende faceira

a todo aquele que queira

sonhar com um mundo melhor.


De palavras e atitudes

de poetas e alaudes

De riso e choro em prol do amor...

(Edilene Santos)

*minha sincera gratidão e homenagem a todos os que amam,divulgam e promovem a Poesia!

8.7.09

SUJEITO


Tantas vezes a vida chama à guerra
ao trabalho, o sustento encerra
E íamos, dessa maneira sem saber o quê
transforma a esperança numa noite fria

E os anos que entreguei
agora retrospecto, chorei
Porque o tempo mata a vida,
agente mata o tempo
e a morte de uns,
mata agente de sofrimento

Numa dança de liberdade estranha
Na maioria das vezes, fanha
Lembra que é passagem
Nunca real
Quando lembrança, vira miragem

Então, tudo que se perde
se encontra de outro jeito
Sob nova luz,
sobre um novo sujeito
Percebo que o cativeiro não acabou
Escravo ainda sou
Do chicote ao salário
Do capataz ao gerente
Antes escravo, hoje operário,
trabalhador, secretário

Antes feridas de açoite
Hoje doença de postura, LER, tendinite
Stress, cirrose, gastrite

Do ciclo da cana, destruição do solo
E a ditadura do petróleo massacra os povos
Destrói vil o planeta
Mundo para carros,
para os homens: sarjeta
Antes colônia
Hoje colônia

Da Cupecê a Wall Street
Assim nos guiam sangrando
Na ironia de que ainda somos cativos

Neste mundo imprestável digo
A história se repete
De donos e escravos
patrões e empregados
De grilhões e algemas
De vida e morte
De achar que a solução é individual
Ou que ela está na sorte
Se o cativeiro nos faz latente
Em nossa face nos vem a história
De uma Palmares livre,
resistência, apogeu e glória
Exemplo que se ergue
Trajetória que se segue
Da luta que se trava
A vitória que se consegue

Por: Cláudio-Dongo

7.7.09

3.7.09

TERRENO DA OSTENTAÇÃO!



BICHOS DA CEDA TRABALHAM INCANSÁVELMENTE
UNICAMENTE PARA DAR ESTATUS A PESSOAS DO ALTO ESCALÃO DA NOBREZA
QUE NOBREZA?

COUROS, PLUMAS E PELES DE ANIMAIS.
DESFILAM NA PASSARELA,
DISPUTAM PALMO
A PALMO ALGUNS METROS QUADRADOS DO TERRENO DA OSTENTAÇÃO

TAÇAS E MAIS TAÇAS DE PROSSECO
SÃO RETIRADAS DAS BANDEJAS
CARREGADAS POR MARIAS, JOSÉS.
PESSOAS QUE SÓ ESTÃO ALI PRA SERVIR
MATAR A SEDE E TIRAR O GOSTO AMARGO
DAS IGUARIAS QUE SÓ OS ILUSTRES CONVIDADOS CONSOMEM

QUE VIDA DURA
MARMITA SEM MISTURA
PEGAR BUSÃO LOTADO, SER ENCOCHADO, CHEGAR ATRASADO, PAGAR PAU PRA ENCARREGADO, BILHETE ÚNICO NÃO CADASTRADO.
PUTA! HOJE TUDO DEU ERRADO!

QUE MUNDO CÃO, DIGA-ME SE NÃO TENHO RAZÃO PRA TANTA INDIGNAÇÃO.
DE QUE FORMA SOBREVIVER NESSE DILEMA
APONTE-ME, MOSTRE-ME ONDE ESTA A SOLUÇÃO PRA TANTOS PROBLEMAS.
POR QUE PESSOAS HUMILDES NÃO PARTICIPAM DO GRANDE ESQUEMA
PRA QUE TANTA DISCRIMINAÇÃO?
PRA QUE TANTA EXCLUSÃO?
PRA QUE TANTA EXPLORAÇÃO?


VAMOS SUPOR QUE EU ESTEJA ENGANADO
E QUE MINHA CONCLUSÃO NÃO ESTEJA CORRETA
QUE OS RICOS NÃO SÃO CULPADOS
UMA VEZ QUE SÓ FORAM EDUCADOS E CRIADOS DE FORMA INCORRETA

E QUE A DIVISÃO DA NOSSA MOEDA E ESTE SINISTRO PADRÃO EUROPEU
SEJA UM PONTO DE VISTA ERRADO E EGOÍSTA SÓ MEU
E QUE NOSSOS IRMÃOS SÓ DORMEM NAS RUAS POR PURA OPÇÃO
QUE COMER RESTOS DE COMIDA, PASSAR FRIO, FOME É PURA DIVERSÃO.

QUE SITUAÇÃO
COMO ENCARAR E ACEITAR SEM RECLAMAÇÃO?
COMO FAZER PARECER QUE É SEMPRE UMA PROVAÇÃO?

COMO EVITAR QUE AFETADOS, VITIMADOS.
NÃO PULEM DE PONTES E NEM SE JOGUEM NA FRENTE DO BUSÃO
MOSTRE-ME UMA SOLUÇÃO
APONTE-ME UMA SOLUÇÃO
SÓ NÃO ESQUEÇA DE AVISAR O POVÃO.

Paulinho (aliado PES)

Lá fora




Que há la fora hoje que me encante
E torne minha manhã possível
E passível de deslumbramento?

Que coisa há concreta e visível
Que me proporcione bons momentos?


Abro a janela e nada vejo
Tudo repousa absolutamente igual
E adio a grandeza que almejo
Para um amanhã novo e fatal.

Todos os dias repito a tarefa
De buscar além do horizonte
Qualquer coisa que me valha o ontem.


Vou matando assim as madrugadas
As tardes e noites passadas
E ansiando um futuro que não tarda.

Que há lá fora hoje que me encontre?

(Edilene Santos-Caçando Estrelas)

1 1/2 de Mim



Perdi toda a noção de rumo
Apenas sabia que fugia!
Os ataques de bobeira
Absorviam todas as faculdades
De racíocinio

Mas logo que você se desprende de (laços)
Está livre para mover se no desconhecido
E o que quer que ele lhe traga
Ehh coisa de doido. Doido!

Para que!?...essa tal liberdade
Se acaba se prendendo ah coisas...pessoas
Se acaba se prendendo em motivo fútil e torpe?

Vai fazer o que?

Por vezes fico atenta
Ao que acontece ao meu redor
E faço do meu silêncio
Momentos de recolhimento
Para o combate diário

Não obstante, não confundam
O meu silêncio...interprete
Com algúem que esteja distante
Distante no interno 1 1/2 de mim.

Lids

1.7.09

GAMELEIRA* por Elizandra Souza

“Seja em qual circunstância for
É em legitima defesa
O escravo que mata seu senhor”

Assim, Gama defendia os seus
Advogado por si mesmo
Autodidata das leis...

No esquecimento das páginas
Oficiais de nossa história
Luiz Gama -um guerreiro - sem memória

De filho liberto a escravo
Vendido pelo próprio pai
Lutador por um país sem rei

Trinta anos antes da mentirosa abolição
Pedia dinheiro na rua - contribuição
Para a compra das alforrias dos irmãos

Insubmissão, herdada de Luiza Mahin
Sua majestosa mãe que deixou a Bahia
Temida pelos senhores – Malês, Levante!!!

Avante, não deixou legado financeiro,
Mas eis aqui conselho para Benedito seu herdeiro:
“Crê, que o estudo é o melhor entretenimento”
“E o livro o melhor amigo”
“Desconfie sempre dos poderosos”

Gama, Gama, Gama
Gameleira de raízes profundas
Agarre-se a um dos seus galhos e não se descuida!
A diabete matou esse homem,
mas não a essência dos seus ideais...

“Seja em qual circunstância for
É em legitima defesa
O escravo que mata seu senhor”

Matamos nossos senhores
Quando pegamos em canetas
O estudo é um tiro certeiro...
Modernas cartas de alforrias

Vamos nos defender
Seja na palavra escrita ou na falada
Poesia ou embolada...
Beba na gamela da fonte de Luiz Gama.
Gameleira de raízes profundas e profanas.

Elizandra Batista de Souza, publicado na Revista Grap. Grafismo e Poesia, Dezembro 2007.


* É uma árvore extremamente importante para os iniciados nas Religiões de Matriz Africana, nela são guardados fundamentos, histórias, o axé sagrado... é uma das que mais Tempo vive, sua força atravessa séculos guardando a nossa memória ancestral, creio que uma das poucas equivalentes a ela é o grandioso e milenar Baobá.

Interno de mim mesmo




Sou interno
E, no entanto, me vejo fora.
Fora daqui.
Sou interno in terno preto,
Social Sem Mocassim.
Não sou produto,
Nem possuo interno bruto.
Sou interno,
Interno em meio à uma sociedade inteira.
Interno inteiro,
Interno em teus termos.
Sou interno de mim,
Interno de mim mesmo.
Sou interno e ao longe me vêem com desgosto,
E meu gosto é não gostar de estar interno.
Esse interno há muitos infernos,
E quando chove, meu interno se interna com pulmão cheio,
Cheio e interno.
Sou interno em capital e interior,
Sou interno, intenso,
Imenso.
E penso,
Penso em sair daqui
Interiormente minha mente é externa,
Meus sentimentos ainda cuidam de mim,
E quando vejo alguém,
Na hora da despedida, meu interno inteiro
Esvazia as lágrimas contidas.
Sou o céu
Sou o meu
Universo.
Sou interno de mim mesmo.

Por Crônica Mendes

Obs: Dedicado à todas as pessoas que se encontram privadas de sua liberdade.
>Visitem o blog

A negra ação na mídia






Em Plena Sexta-Feira

Em plena sexta feira, às 19hs quando todos, ou a maioria, estão em seus "happy hour", estávamos em mais uma palestra da força da cor.

Nesta palestra o tema era o negro na Mídia, o palestrante uma figura maravilhosa Antonio Caiabe, para quem não lembra ele foi um dos Tio Barnabé do Sítio do Picapau Amarelo(o meu preferido). A palestra começou, com aproximadamente 30 pessoas entre mães, convidados e o Sarau da Ademar também se fazia presente.

Eu enquanto fã, e colaboradora do círculo de palestra, estou sempre presente em todas ou quase todas as palestra. Mas nessa houve algo que me levou a refletir sobre a mídia e o negro de uma forma que não havia me tocado antes.

A mídia é algo que pode fazer de um ser humano, um herói ou um bandido em um piscar de olhos, pode fazer um desconhecido virar o mais famoso dos homens e, claro, pode transformar vidas. Porém, poucos são os meios e grupos que debate esta questão, esta mídia que tanto explora divulga e transforma. O papel do negro na mídia é algo que a poucos interessa, e quando interessa, esse interesse não chega a mídia.

O Caiabe foi um encanto, na palestra foi bem, e todos, ou quase todos, se sentiram dentro do tema, ou com o sentimento que o tema lhes dizia algo. Sempre há o que se aprender, há sempre algo a ser refletido quando o assunto nos mostra que a mídia que estamos acostumados a ver e ouvir, não é a mídia que de fato existe. E que a mídia que existe é uma mídia viciada, com pessoas míopes a aplaudi-la.

Por: Luciete- Lú

25.6.09

MUSEU AFRO-BRASIl - PRESTES A FECHAR



Às vésperas da II CONFERENCIA DA PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL , que será realizada em Brasília nos dias 25/26/27/28 desse mês, nós aqui da terra dos eternos emboabas, soubemos que o Museu Afro Brasil, que vive liberto e andando às margens da sociedade, como nos dias pós-abolição e que conta parte de nossa riquíssima história, teve sua energia elétrica cortada pela Eletropaulo, COMO SE FOSSE A CHICOTADA FINAL.

Depois de muitas batalhas para se edificar, conseguiu tal fato em 2004, uma data histórica(?) (comemoração dos quatrocentos e cinqüenta anos de São Paulo). No inicio, através da Petrobras, o governo federal patrocinou sua manutenção, com exposições de alto nível para todos.
Quando acabou o patrocínio, o museu que estava na fase de implantação, ao invés de se tornar INSTITUCIONALMENTE UM MUSEU virou apenas uma associação, chamada ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL. Sua subsistência se deu com recursos próprios e de receitas de exposições temporárias.

Afim de se institucionalizar desde o final de 2008, houve um processo junto ao governo do Estado para transformar o museu em O.S.
(Organização Social), porém o processo foi arquivado e o MUSEU AFRO BRASIL, hoje se encontra sem recursos, funcionários com salários atrasados, acervo fechado para visitação, funcionando em horário reduzido para diminuir as despesas e finalmente, tendo a luz cortada.
É bom lembrar que na II Conferencia da Promoção da Igualdade Racial Estadual ocorridos nas Arcadas, o então secretário da Justiça de São Paulo, Luiz Antonio Marrey, lendo o compromisso do governo do estado com as políticas afirmativas entre outras coisas, disse que a manutenção do Museu Afro Brasil seria de responsabilidade do governo estadual.

Para muitos de nós não é surpresa, que em um governo que em seu alto escalão não tem um cidadão negro, que um de seus secretários diga que “políticas afirmativas só daqui a 500 anos” e que o próprio governador diga que vivemos em perfeita harmonia na sociedade brasileira, é possível afirmar que lidamos com a miopia da razão e com um inimigo do povo negro!

“Há duas formas de revolução:- Uma com as armas e o povo nas ruas, outra através dos votos...”

“Nzambi ye bakulu etu kakala yeto”
(Deus e os nossos ancestrais estão conosco!!!)

Waldir Britto (Dicá)/Maria Helena

Embaixadores do Samba de São Paulo

23.6.09

Fotos 10º Sarau da Ademar

Link de todas as edições do Sarau.


22.6.09

10 Sarau da Ademar



Assim chegamos a décima edição do Sarau da nossa saudosa Cidade Ademar, com um misto de alvoroço e felicidade que brota no terreno da solidariedade. Ali no Nakasa, num final de tarde ensolarada os versos dançaram numa valsa de amor e dor (como diria nossa Neguinha). A cultura libertária disputou espaço, lado a lado, com a cultura de dominação das massas, Sarau com a casa cheia e estádios vazios. Sem rancor, gosto de ver meu time jogar, mas ter opção é buscar o novo, optar por algo que transforme, sempre. Para os que estiveram conosco, certamente um dia para continuar lembrando por muito tempo, para os que estiveram em frente a TV, assunto para alguns dias ter o que falar.

A educação foi nosso tema, sempre atual e bastante caro a nossa periferia. Descaso proposital para manter-nos servis ao processo produtivo de mercadorias, para manter-nos fora das universidades públicas e por conseqüência das melhores oportunidades na sociedade. Precisamos de escolas que formem seres humanos críticos, capazes e solidários e não mão de obra barata. Escola que não seja contingência de crianças para aumento de estatísticas em um ambiente infértil ao conhecimento, com respeito aos educadores e educandos. Sem promoção automática com menos alunos por sala e mais salas abertas e equipadas adequadamente.

Para tanto dedicamos este décimo Sarau ao maior educador brasileiro, Paulo Freire, autor de “Pedagogia do Oprimido” entre tantos outros livros com seu método de alfabetização libertário de autonomia.

Foi expressiva também a participação de todos no Sarau que participaram da dinâmica proposta pela nossa amiga Gisele, de compor uma poesia coletiva sobre educação e que teremos a satisfação de versá-la na abertura de nosso próximo Sarau.

Ficamos extremamente felizes também coma participação especialíssima de Wesley Noog, um desses caras que trazem consigo a magia que nos contagia com esperança. Autor e compositor de alto calibre da nossa música brasileira que de verdade vai “aonde o povo está”, para além de tudo se emocionar como ele mesmo nos disse.

Aos, cada dia mais afiados poetas de nossa periferia e de tantas outras que já somam conosco nesse espaço de resistência que virou o Sarau da Cidade Ademar, nossa profunda admiração.

Dessa maneira foi inevitável terminarmos mais este Sarau com um olho no gato e o outro no peixe, em outras palavras vibrando com os poetas da periferia sem deixar de olhar para um futuro que só se faz promissor.

Pode a elite preparar o circo que anestesia a vida, espetáculos para nosso povo ficar alheio ao seu destino, que a cura não tarda e não falhará, a cura pela cultura que prepara a revolução. É tudo nosso e se não for “nóis” toma!

Cláudio Dongo

19.6.09


A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.

Paulo Freire



"Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado".

Rubem Alves

18.6.09

2º FESTIVAL CASA RAP!


Crônica Mendes- A Família

Confesso que por vezes tive alguma resistência ao "rap". Talvez por já ter gosto próprio por alguns grupos, talvez por não estar "envolvida" seriamente num todo, mas enfim...ontem estive com Paulinho a convite do Crônica Mendes no 2º Festival Casa Rap no Memorial da América Latina.
O Festival rolou com a apresentação de RAPPERS de várias unidades (Fundação Casa). O tema para composição das letras foi DIREITOS HUMANOS onde existiu uma pré seleção de 100 grupos inscritos sendo que 15 chegaram a semi final. Teve também a presença de vários grupos de RAP NACIONAL
Ontem entedi a expressão:
"A PALAVRA COMO AGENTE TRANSFORMADOR"
Puro sentimento! Sim SENTIMENTO
Será que você é capaz de entender!?
Talvez...talvez vc entenda! Mas sentir, só mesmo se for na própria pele, pois "entender" é bem diferente de "sentir" e o que aconteceu ali foi muito sentimento, puro encantamento, energia, expressão, integração, direitos humanos, experiência de vida, sentimentos mil de vários familiares de internos, dos próprios internos, de todos que estavam presentes!
Cada letra melhor que a outra. A todo instante me ocorreu, como essas pessoas conseguem fazer 1 evento de tal grandeza...
Feliz por ter a oportunidade de sentir/estar, nunca pensei que pudesse gostar tanto.
Todas as letras que ali foram mostradas me fazem acreditar na palavra como agente tranformador.
Parabéns a 1 todo. Sentimento loko doido.
1o lugar - Consciência Ativa (Fundação Casa de Sorocaba)
2o lugar - Sem Preconceito (Uirapuru)
3o lugar - Luz da Rima (grupo feminino da Unidade Parada de Taipas)
Melhor Letra: Sem Preconceito
Melhor Interpretação: Consciência Ativa

Adoro quando volto pra casa mais feliz!
Quem não foi perdeu.
PS: Eu? sou apenas 1 pobre amador.

PALAVRA PODER PARA O POVO


Lid´s




PERIAFRICANIA

12.6.09

Pobre homem orgulhoso de si!


Pobre homem orgulhoso de si,

Envaidecido por sua própria vaidade...

Pensa que são seus todos os versos que escrevi.

Pobre homem orgulhoso de si...



O que o faz pensar que longe ou perto

Ainda me enlouquece?

O que o faz pensar que em meus desejos

Sua figura prevalece?



Pobre homem orgulhoso de si,

Envaidecido por sua própria vaidade...

Inspirou-me alguns versos,

Isso é verdade.



Mas sou um mosaico de sentimentos...

Mudo como o tempo!

E meus infinitos momentos

Sempre se acabam...



Quer saber a minha verdade?

Se merecido, sou sol,

Se for preciso, tempestade...

E desequilibradamente equilíbrio minhas emoções...



Entrego-me,

Total e verdadeira...

Mas quando retiro-me,

Retiro-me por inteira!



Podre homem orgulhoso de si...

Já teve o seu momento...

E eu sou como os ponteiros do relógio:

O tempo pode me levar a passar pelo mesmo lugar,

Mas não me fazer voltar.



Camila Patrícia Milani

10.6.09